WhatsApp permitirá usar uma só conta em vários dispositivos

392 0
whatsapp
sapmogo-mobile-2.gif

O WhatsApp é um dos mensageiros mais utilizados em todo o mundo. Contar-se-ão pelos dedos os smartphones que não possuem esta aplicação instalada. A facilidade com que se trocam mensagens de texto (individuais ou em grupos), se enviam ficheiros de todos os tipos, se efetuam chamadas de voz e de video, entre outras características, justificam em parte o sucesso do WhatsApp. Mas é precisamente devido a este sucesso que considero injustificável a falta de certas opções.

A ausência de sincronização através da cloud, por exemplo, é uma delas. Não é aceitável que, em pleno 2020, apenas seja possível utilizar este mensageiro num dispositivo de cada vez. Claro que existe o WhatsApp Web, mas isso é apenas uma “extensão do smartphone”, pois é ele que faz a ligação ao serviço e tem de estar sempre perto do computador.

Qual é a dificuldade em possibilitar um inicio de sessão onde se quiser, sem o risco de perda de dados, com tudo sempre sincronizado, como acontece por exemplo com o Telegram, com o Messenger (que até pertence ao mesmo grupo do WhatsApp), e com outros tantos mensageiros? Qual a necessidade de perder todas as conversas e ficheiros associados às mesmas se mudar de iOS para Android, e vice-versa? Porque é que o WhatsApp cria apenas cópias de segurança no iCloud ou no Google Drive que forem propriedade do utilizador, provocando a incompatibilidade de restauro de dados entre sistemas diferentes conforme mencionei antes? Honestamente, não compreendo.

Bem, felizmente parece que agora o WhatsApp vai dar um passo em frente, pois estará a testar a possibilidade de termos a sessão iniciada em até 4 dispositivos diferentes. Não é perfeito, mas é um passo em frente dado, na minha opinião, inexplicavelmente tarde. Existirá até uma interface própria para o utilizador gerir os aparelhos vinculados à sua conta.

whatsapp

Este recurso está em testes e não se sabe quando ficará disponível para os utilizadores finais. Espero que tal aconteça em breve, pois o sucesso, a meu ver um pouco inexplicável, do WhatsApp pode ter feito com que os seus responsáveis se desleixassem um pouco na introdução de certas funcionalidades básicas nos dias de hoje.

Como certamente perceberam ao longo do artigo, o WhatsApp está longe de ser o meu mensageiro de eleição, pelas razões expostas acima. Aliás, confesso que apenas o uso por obrigação profissional e pouco mais… Desde sempre preferi o Telegram. No entanto, esta opinião é particular, não refletindo de forma alguma o ponto de vista geral do Life Patch.

Pedro Alves

Pedro Alves

Entusiasta por tecnologia, está sempre em busca de nova informação. Amante de animais, da Lego e de Fórmula 1. Conduzir ao som de uma boa banda sonora faz parte dos seus momentos de descompressão.

Deixe uma resposta