WhatsApp: utilizadores terão de partilhar dados com o Facebook

740 0
sapmogo-mobile-2.gif

O WhatsApp, uma das aplicações mais populares do mundo no segmento dos mensageiros instantâneos, acaba de actualizar a política de privacidade. Todos os utilizadores foram (ou estão a ser, neste momento) contemplados com um pop-up mostrando as novas informações que deixam claro que, a partir de agora, os dados serão partilhados com o Facebook.

Tais informações acabam por invalidar antigas promessas feitas em meados de 2014, quando ocorreu a aquisição da app de mensagens instantâneas pela firma de Mark Zuckerberg, período em que ficou estabelecido que “o mínimo possível de dados” seria partilhado entre as empresas.

WhatsApp

Anteriormente todos os utilizadores podiam optar se desejavam partilhar ou não com o Facebook os seus dados pessoais, porém, a partir de agora eles já não terão mais a liberdade de escolha. Aqueles que não quiserem ter as informações partilhadas terão de desinstalar o WhatsApp e interromper o uso do serviço.

Algumas das informações coletadas pela aplicação incluem dados de localização, endereços IP, nível de bateria, sistema operativo, fuso horário, modelo do telemóvel e até mesmo registro de chamadas, mensagens e grupos onde o utilizador está inserido além, é claro, das fotos de perfil, informações dos status, horas em que o utilizador esteve conectado e mais.

De acordo com as informações, o WhatsApp poderá ter acesso a todos estes dados também para processar os pagamentos realizados na app – o Facebook afirma que as informações coletadas são apenas utilizadas para análise, mas ainda assim estas são partilhadas com todas as empresas do Facebook.

A boa notícia é que utilizadores residentes em países da União Européia não terão os seus dados partilhados com terceiros, graças à GDPR e suas legislações mais estritas em relação à privacidade dos dados. Em 2020 o WhatsApp foi contemplado com diversas novidades interessantes mas esta, por certo, não será tão bem recebida por muitos dos que estão a utilizar a aplicação.

Deixe uma resposta