Sony WF-XB700: a potência dos graves (review)

236 0
Sony WF-XB700
sapmogo-mobile-2.gif

A Sony fez chegar à redação do Life Patch os auriculares TWS sem fio WF-XB700, que foram usados durante algum tempo no sentido de aferir a sua qualidade e tudo o que têm para oferecer. Vamos então analisar esta proposta sonora da marca japonesa que tanta tradição tem neste campo.

Unboxing

Dentro da caixa dos Sony WF-XB700 podemos encontrar aquilo que é normal neste tipo de equipamento: a caixa de carregamento, os dois auscultadores, um curto cabo de carregamento USB-C (que na nossa unidade de teste estava ausente…), alguns pares de borrachas extra de diferentes medidas, os manuais e respetiva documentação.

Design e construção

Construída em plástico rijo, a caixa de carregamento oferece uma sensação de boa qualidade ao toque. O mecanismo da dobradiça da tampa é sólido e robusto, e a mesma fica corretamente alinhada com a metade inferior da caixa. No interior podemos encontrar um LED e os pinos para carregamento dos auriculares, que encaixam corretamente nos respetivos orifícios graças a ajuda magnética. E, falando dos auriculares, apesar do seu design questionável (do qual vamos falar a seguir) são também robustos e bem construídos, não sendo perceptíveis falhas na junção dos diferentes materiais.

É certo que o design é sempre algo subjetivo e cuja apreciação depende do gosto de cada pessoa. Partindo desse pressuposto, na minha ótica a caixa é um pouco grande demais para ser transportada confortavelmente no bolso das calças, por exemplo. O ideal será carregar a mesma numa mochila ou noutro local mais espaçoso. Certamente que o tamanho da caixa de carregamento é compatível com o tamanho dos auriculares que tem de albergar, pois os mesmos também não se podem adjectivar de pequenos e, a meu ver, muito menos de bonitos… Acredito que tal tamanho se deve à vontade da Sony de dotar os mesmos de uma grande bateria.

Detalhes técnicos

Entrando agora numa parte mais técnica, os Sony WF-XB700 são uns auriculares TWS (True Wireless Stereo) com certificação IPX4, o que lhes confere alguma resistência a salpicos de água e a suor, tornando-os assim adequados à prática desportiva.

Em termos de autonomia, os auriculares por si só são capazes de aguentar até 9 horas fora da caixa de carregamento, e quando lá colocados carregam o suficiente para outro tanto tempo. Feitas as contas, uma carga completa de caixa + auriculares oferece ao utilizador um total de até 18 horas de utilização. Se consultar a ficha técnica do produto na página da Sony verá que estes são os valores prometidos pela marca, no entanto posso afirmar que os mesmos não andam nada longe da verdade. Em caso de emergência, uma recarga rápida de 10 minutos oferece energia suficiente para 1 hora de utilização. No entanto, há que ter em conta um aspeto: em chamada telefónica a autonomia sofre, devido à utilização dos microfones, e as 9 horas ficam reduzidas a menos.

A conetividade com o smartphone é feita apenas através de Bluetooth 5.0, e posso afirmar que a ligação é estável e rápida.

Sony WF-XB700

Som e ergonomia

Vamos finalmente ao que interessa: a qualidade sonora.

A informação “Extra Bass” presente na caixa descreve na perfeição o tipo de som que é emitido por estes Sony: rico em graves, mas de muita qualidade. Todas as batidas são reproduzidas de forma perfeita e limpa, seja qual for o género musical em audição no momento. Apesar de não me descrever como audiófilo, fiquei extremamente agradado com a capacidade sonora que estes pequenos auriculares colocam à nossa disposição. A ausência de cancelamento ativo de ruído, normal em equipamentos deste preço e segmento, é compensada pelo volume “simpático” que os WF-XB700 são capazes de atingir, acabando por isolar bastante o barulho exterior, principalmente quando colocados da forma certa e com as borrachas do tamanho adequado.

E falando em borrachas, são oferecidos alguns pares de diferentes tamanhos, cabendo a cada um encontrar aquele que melhor se adequa à fisionomia da sua orelha. No meu caso, confesso que foi difícil acertar com o tamanho e com a posição correta de utilização destes Sony…

Passo a explicar: nunca consegui encontrar uma posição completamente confortável e que me oferecesse um nível de segurança que me permitisse, por exemplo, correr com estes auriculares colocados sem medo de caírem. Acredito que tal se possa dever à fisionomia das minhas orelhas, mas receio que outros potenciais utilizadores possam sofrer do mesmo problema, daí não poder deixar de o referir. No entanto, acredito que outras tantas pessoas conseguirão tirar total partido deste equipamento sem qualquer problema.

Um apontamento final diz respeito ao formato e ao aspeto durante a utilização dos WF-XB700, que não me agradou muito em termos estéticos.

Conclusão

Disponível no mercado com preços a partir de 75€, esta proposta da Sony é bastante competitiva tendo em conta aquilo que oferece face ao valor pedido, sendo impossível de não aconselhar.

Qualidade sonora e de chamadas, autonomia, construção e conetividade, são aspetos que dificilmente encontrarão concorrência à altura nesta gama. O design e a ergonomia já dependem de cada um individualmente e são questões mais subjetivas e particulares.

O Life Patch agradece à Sony a disponibilidade perante a cedência deste equipamento para análise.

Pedro Alves

Pedro Alves

Entusiasta por tecnologia, está sempre em busca de nova informação. Amante de animais, da Lego e de Fórmula 1. Conduzir ao som de uma boa banda sonora faz parte dos seus momentos de descompressão.

Deixe uma resposta