Samsung lançou o Galaxy Tab A 8.4 (2020) com LTE

508 0
sapmogo-mobile-2.gif

A Samsung anunciou o seu novo tablet da linha Tab A, que oferece um conjunto de características muito interessante para o preço pedido.

O Galaxy Tab A 8.4 (2020) é a nova aposta da Samsung no segmento dos tablets, com vista a conquistar um novo público para este produto que nos últimos tempos parece ter ficado um pouco esquecido no mercado.

Com efeito, este novo Tab A mostra-se ao mundo com especificações mais do que suficientes para agradar ao utilizador casual. Dentro do seu corpo metálico contamos com o processador octa-core Exynos 7904 (o mesmo que equipa os smartphones A30 e A40 da marca coreana), 3 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento interno, sendo este expansível através de cartão microSD até 512 GB. O seu display de 8.4″ e proporção 16:10 tem de resolução 1900 x 1200 pixels.

De destacar a bateria de 5000 mAh, que pode ser carregada rapidamente através da porta USB-C, cuja autonomia anunciada pela Samsung é de 10 horas de utilização. A câmara traseira é de 8 MP, enquanto que a frontal, destinada a videochamadas, tem de resolução 5 MP. A qualidade sonora é assegurada por um conjunto de duas colunas com Dolby Atmos, e está também presente neste tablet uma ligação jack para auscultadores. O sistema operativo escolhido foi o Android Pie, e não haverá suporte ao DeX.

Em termos de ligações, o Tab A brinda-nos com Bluetooth 5.0 e GPS, mas o grande destaque vai para a conectividade LTE, algo raro de encontrar em tablets desta gama e desta faixa de preço. E por falar em preço, o valor pedido por este equipamento é de US 279$, ou seja, cerca de 256€ em conversão direta à taxa do dia de publicação. Infelizmente, para já o Tab A 8.4 (2020) é um exclusivo da operadora americana Verizon, no entanto a sua venda deverá posteriormente ser expandida a outros mercados.

Continue a seguir o Life Patch para não perder nenhum lançamento!

Pedro Alves

Pedro Alves

Entusiasta por tecnologia, está sempre em busca de nova informação. Amante de animais, da Lego e de Fórmula 1. Conduzir ao som de uma boa banda sonora faz parte dos seus momentos de descompressão.

Deixe uma resposta