NVIDIA oficializa compra da ARM por 40 mil milhões de dólares

113 0
NVIDIA compra ARM
sapmogo-mobile-2.gif

A NVIDIA, empresa responsável pelo desenvolvimento de unidades de processamento gráfico (GPUs), anunciou oficialmente através dum comunicado de imprensa a compra da empresa responsável pela arquitetura ARM usada na maior parte dos dispositivos móveis.

A NVIDIA e o grupo japonês SoftBank (SBG) anunciaram o acordo definitivo sobre o qual a NVIDIA adquire a empresa britânica ARM numa transação avaliada em 40 mil milhões de dólares. A compra fará com que a NVIDIA tenha uma presença ainda maior na computação móvel, combinando a sua tecnologia líder em Inteligência Artificial (IA), com o vasto ecossistema da ARM. Isso permitirá a NVIDIA trazer a sua tecnologia de IA para plataformas móveis como smartphones, tablets, PCs e carros autónomos.

Dessa forma, a NVIDIA pretende tornar-se a a principal empresa de computação para a era da Inteligência Artificial acelerando a inovação, enquanto se expande para os grandes mercados em alto crescimento, como o mercado mobile que agrega uma parte significativa de utilizadores de tecnologia ARM . 

NVIDIA compra ARM

O compromisso da NVIDIA depois de efetivar a compra da ARM é o mesmo que o da SoftBank quando adquiriu a ARM em 2016. Em primeiro lugar a ARM permanecerá sediada em Cambridge, Reino Unido. Além disso expandirá as instalações e construirá um centro de pesquisa de Inteligência Artificial, apoiando o desenvolvimento na área da saúde, ciências biológicas, robótica, carros autónomos e em outras áreas de interesse. 

Com o objetivo de atrair pesquisadores e cientistas de todo o mundo, a NVIDIA construirá um supercomputador de Inteligência Artificial de última geração, equipado com CPUs ARM na sede da empresa em Cambridge. A propriedade intelectual da ARM permanecerá registada no Reino Unido e o nome bem como a identidade da marca ARM serão para manter, segundo o comunicado da NVIDIA.

Todavia, as empresas confirmaram que a ARM ainda manterá seu modelo de licenciamento aberto para com os clientes existentes. Apesar disso, esta fusão poderá abrir uma porta para que seja implementada tecnologia da NVIDIA na arquitetura ARM. Isso dará à NVIDIA uma vantagem futura face à sua principal concorrente, a AMD, em que a NVIDIA poderá apresentar designs de chips realmente poderosos.

Tanto a NVIDIA como a ARM esperam que a transação seja concluída nos próximos 18 meses, mas obviamente que terá de passar pelos reguladores de mercados nos EUA, Reino Unido, União Europeia e China.

 Fique atento a todas as novidades tecnológicas aqui no LifePatch.

Samuel Pinto

Samuel Pinto

Nascido na belíssima cidade berço, tem como preocupação a relação entre o Homem e a tecnologia. “O problema não é se as máquinas pensam, mas se os homens o fazem” - Skinner

Deixe uma resposta