iPad Pro 2021 pode ter CPU tão potente quanto chip M1 dos Macs

131 0
iPad Pro
sapmogo-mobile-2.gif

Março será o mês em que possivelmente vamos conhecer uma nova geração do iPad Pro, que deve chegar ao mercado com chip Apple A14X Bionic, um processador derivado do A14 Bionic, encontrado na série iPhone 12.

Ao final do ano passado em meados de novembro, este processador apareceu em um leak mostrando desemprenho consideravelmente superior ao A12Z Bionic utilizado no iPad Pro mais recente, e esse poder extra de processamento acaba de ser reforçado em informações recentes partilhadas por Mark Gurman da Bloomberg.

iPad Pro
iPad Pro 2021 deve manter design usado em 2020

Segundo ele, o processador presente no iPad Pro a ser lançado em 2021 é tão poderoso quando o Apple Silicon M1 encontrado nos Macs mais recentes, que traz 16 bilhões de transitores, CPU e GPU com 8 núcleos e também usa a arquitetura ARM – o que até permite que o utilizador possa executar algumas apps do iOS no macOS, desde que as mesmas venham de desenvolvedores aprovados.

Porém, tudo indica que as mudanças mais notáveis devem ocorrer no interior, vendo que Gurman sugere que o iPad vindouro (assim como os modelos do iPhone a serem lançados este ano) deve manter a mesma linguagem de design, porém, embarcando elementos como um ecrã mini-LED, que deve fazer com que o novo modelo seja ligeiramente mais espesso a troco de melhor qualidade de imagem, contraste e brilho.

Além disso, o iPad Pro 2021 terá câmaras aprimoradas e pode ser o primeiro da linha de tablets da maçã a suportar conexão 5G (tanto em Sub-6GHz quanto no padrão mmWave).

Deixe uma resposta