iMac 27” 2020 – A escolha acertada?

431 0
sapmogo-mobile-2.gif

Será o iMac 27” 2020 uma escolha acertada sabendo do lançamento para breve dos processadores ARM da Apple? A resposta poderá ser muito diferente de pessoa para pessoa, pois as necessidades de utilizador são muito diferentes entre as pessoas.

O último processador Intel da Apple?

Uma das razões para que muitas pessoas decidam comprar este modelo é por ele ser talvez um dos últimos iMac com processador Intel. Existem muitos fatores para que se decida comprar ainda um processador Intel. Um desses factores é o receio de que muitas aplicações não atualizem de imediato ou não tenham em ambiente macOS a ultima versão. É certo que a Apple apresentou o software Rosetta 2, que supostamente faz uma adaptação do código existente para a nova linguagem, contudo programas mais complexos a serem atualizados desse modo poderão não ter a estabilidade necessária para quem os usa. 

Outra das razões muito importantes é a possibilidade de criar uma partição com Windows através do software Boot Camp da Apple. Esta função será descontinuada pela empresa quando as suas máquinas tiverem como processadores os ARM.

Este artigo foi escrito devido à minha necessidade de aquisição de um iMac para produção de conteúdo em video e artes gráficas, e a necessidade de ter instalado Windows através de Boot Camp para softwares que não existem para MacOs, ou se existem, não são exactamente iguais às versões de Windows. Com isto em mente  a escolha de hardware foi uma aposta para durar.

Lobo em pele de Cordeiro ?

A escolha tomada para garantir uma maior longevidade deste iMac pessoal foi a seguinte:

  • Processador : 3,6 GHz 10-Core Intel Core i9
  • Memória Ram : 128 GB 2667 MHz DDR4 
  • Armazemento Interno : 2TB SSD
  • Placa Gráfica : AMD Radeon Pro 5700 XT 16 GB
  • Teclado em Português com numérico
  • Suporte Vesa

Esta escolha de hardware, ao encomendar na Apple, irá fazer um buraco no seu orçamento de 7925,71€. Contudo este modelo de iMac 27” ainda permite a instalação de memória RAM através de uma porta na traseira. Assim poderá encomendar esta configuração mudando apenas a memória para o mínimo (8GB), ficando a custar “só” 4675,71€. Com os 3250€ de diferença poderá encomendar 128 GB de memória na MACSOS por 613,77€ e poupar muito dinheiro. Veja este vídeo do unboxing e como pode fazer a instalação da memória.

Uma das novidades deste iMac 27” é a possibilidade de o encomendar com o vidro de nanotextura, que reduz em muito os reflexos no ecrã do iMac. Esta opção é essencial para quem tenha o seu computador em espaços com muita luz, natural ou artificial, e que os reflexos lhe cansem mais os olhos, contudo este não seria o meu caso, trocando esse investimento por mais espaço interno. 

A escolha da placa gráfica baseou-se no desempenho que tem para trabalhar em programas de edição de vídeo, desenho técnico e programas 3D. A escolha foi para o modelo mais recente (nos iMacs) com 16GB de memória.

A escolha de montagem VESA invés do suporte normal deve-se à colocação do iMac numa posição mais elevada, mas também para libertar mais a mesa de trabalho.

Outra novidade deste ano é a possibilidade do iMac vir equipado uma porta de rede Ethernet 10 Gigabits por 125€. Esta escolha é essencial para quem trabalhe em rede, ou ligado a sistemas de discos externos com a mesma porta Ethernet. Este extra não foi contemplado, e se necessitar de usar discos externos, escolherei discos ThunderBolt 3.

Desempenho

Este iMac já está em testes e funcionamento há cerca de um mês, e com um uso “pesado” com diversos programas abertos, desde programas de edição de video, edição de fotografia e de desenho técnico. Os 128GB de memória RAM também facilitam na disponibilidade que o sistema apresenta, nunca notando nenhum “crash” de aplicações ou de sistema. A edição de vídeo 4K é simplesmente fantástica e fiável, podendo editar com correções de cor e Luts sem perca de imagens por segundo.

Ao nível de jogos, foi testado o Fortnite, que quando configurado com a resolução de 2560 X 1440 (16:9), com todas as definições em EPIC e V-sync ligado atinge umas constantes e jogáveis 59 imagens por segundo.

iMac 27” 2020 – Conclusão 

Este iMac 27” 2020 é realmente uma opção cara, quando comparada com outros sistemas Windows mais baratos e com o mesmo desempenho, contudo é a opção que melhor se enquadra com o meu método de trabalho e no qual sou mais produtivo e eficiente. Sim, este iMac não será a escolha para muitas pessoas, mas trata-se de uma máquina de desempenho e que poderá ser rentabilizada durante vários anos sem ter necessidade de upgrades.

O Life Patch agradece à MACSOS a disponibilidade e ajuda na aquisição da memória para este iMac. 

A MACSOS poderá ser uma mais valia na manutenção ou reparação dos seus dispositivos Apple, tendo serviço ao domicilio em caso de impossibilidade de deslocação ou por simples comodidade.

Vejam toda a atualidade tecnológica do Life Patch através do FacebookInstagram e Twitter.

Deixe uma resposta