Ecossistema Samsung Galaxy, valerá a pena?!

236 0
sapmogo-mobile-2.gif

A Samsung lançou novos produtos da Gama Galaxy e fez-nos chegar os mesmos para análise, no entanto resolvi fazer algo diferente desta vez!

Em vez de testar cada um dos equipamentos individualmente, resolvi testar o conjunto dos mesmos em simultâneo e passar do ecossistema Apple para o da Samsung. Há já alguns anos que sou utilizador Apple e do seu ecosistema, no entanto resolvi durante 2 semanas usar apenas o ecossistema da Samsung ao mesmo tempo que testava a sua nova gama de equipamentos Galaxy.

Os equipamentos que a Samsung nos emprestou foram os Galaxy Note 20 e Note 20 Ultra 5G, Galaxy Tab S7, Galaxy Watch 3 e os Galaxy Buds Live. Em suma, com estes equipamentos acabei por deixar de lado os meus equivalentes da Apple nesta mudança de ecossistema a que me propus.

Para meu smartphone principal, em substituição do meu iPhone 11 Pro Max, escolhi o Galaxy Note 20 Ultra 5G, deixando de lado o Galaxy Note 20, pois pela diferença de valor o Note 20 Ultra 5G torna-se uma escolha mais acertada; utilizei o Galaxy Tab S2 como substituto do meu iPad Pro de 11 polegadas; troquei o meu Apple Watch Series 4 pelo Galaxy Watch 3 (apesar da Samsung nos fazer chegar a versão mais feminina do mesmo, isso não foi impedimento para que continuasse com este desafio); já os Galaxy Buds Live vieram substituir os meus AirPods Pro.

Relativamente aos equipamentos, vou começar por falar do Galaxy Note 20 Ultra 5G, isto porque foi o aparelho que escolhi como meu “daily driver”. O seu design é bastante elegante, tal como na geração anterior o era, no entanto há que ressalvar que o bloco das câmaras é tão elevado que chega mesmo a ser um pouco incomodativo quando se põe o telefone no bolso. Apesar disso, quando se tem o smartphone na mão o mesmo é agradável ao toque e tem um bom feeling, fazendo com que nos adaptemos rapidamente ao seu tamanho grande.

A nível de desempenho, como seria de esperar de um equipamento topo de gama, todos os jogos e todas as aplicações que utilizei correram sem qualquer problema: tudo muito fluído e sem qualquer tipo de engasgo ou bloqueio. Já ao nível das câmaras, o Note 20 Ultra 5G tem uma câmara ultra-wide fantástica, que consegue captar bastante mais daquilo que fica fora do nosso ângulo de visão com a objectiva normal; já a câmara principal tem um zoom Ótico de 5x e híbrido de 50x, no entanto se começamos a aumentar muito o zoom a imagem perde qualidade. Quanto à fotografia no modo noite a mesma não deixa nada a desejar, antes pelo contrário: tem uma qualidade bastante boa, chegando mesmo a ultrapassar a qualidade do meu smartphone pessoal, o iPhone 11 Pro Max. Aliás, abaixo deixo-lhe os exemplos para que possa ver e comparar os Galaxy Note 20 Ultra, Galaxy Note e o iPhone 11 Pro Max, e aí pode tirar as suas próprias conclusões.

  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy
  • Samsung Galaxy

O que me deixa mais deslumbrado neste equipamento é o seu display, que conta com uma taxa de refrescamento de 120 Hz aliado à excelente qualidade do seu ecrã Dynamic AMOLED 2X com uma resolução máxima de 3088 x 1440 (Quad HD+). Convém no entanto referir que na resolução máxima os 120 Hz não funcionam, apenas podemos ter esta taxa de refrescamento na resolução de 2220×1080 (FHD+). Ao nível da bateria, consegui sempre chegar ao final do dia ainda com 20% a 30%  isto com uma utilização intensa de várias chamadas, mensagens, algum YouTube e várias notificações de muitas apps sempre a cair!

Em relação à utilização do Galaxy Watch 3 como substituto do meu Apple Watch Series 4, aquilo que mais senti falta e que mais me deixou incomodado foi o facto de que quando eu recebia uma notificação o relógio e o smartphone avisavam simultaneamente, algo que no Apple Watch não acontece: o iPhone não dá qualquer sinal à excepção de quando é uma chamada telefónica, tudo o resto apenas o Apple Watch é que notifica. Já com o Galaxy Watch 3 quando recebia uma notificação a mesma era sinalizada no smartwatch e no Galaxy Note 20 Ultra, algo que eu penso que devia ser corrigido, pois se o objetivo de termos um smartwatch é o de saber as notificações, não faz qualquer sentido quando temos o relógio colocado e sincronizado com o nosso equipamento, eles estarem os dois a tocar pela mesma notificação! O Galaxy Watch 3 funciona muito bem, gostei bastante do sistema Tizen e não deixa nada a desejar em relação ao Apple Watch, apenas esta pequena situação das notificações é que me incomodou, mas é algo que pode ser facilmente corrigido com um futuro update, quem sabe…

Quanto aos Galaxy Buds Live, o seu design primeiro estranha-se e depois entranha-se; a sua qualidade de construção é bastante boa e tal como os AirPods no ecossistema da Apple, estes Buds sincronizam-se com todos os equipamentos que estão associados à nossa conta Samsung. A qualidade sonora é muito boa. Já em relação ao cancelamento de ruído, esse não é tão bom como o dos AirPods Pro. No que diz respeito ao isolamento do som para o exterior, estes tendem a ter fuga de som, ou seja quando os temos colocados nos ouvidos e estivermos a ouvir algo com volume muito elevado, quem está ao nosso redor consegue ouvir. Os Buds Live contam ainda com a vantagem de ter carregamento sem fios Qi, o que permite serem carregados no próprio Galaxy Note 20 uma vez que este tem carregamento sem fios inverso.

Já o Samsung Galaxy Tab S7 foi uma surpresa bastante agradável, pois tem uma qualidade construção toda em alumínio, e como podem ver nas fotografias ele é um pouco maior do que o iPad Pro de 11 polegadas, mas é bastante leve e fino. A sua bateria tem uma autonomia excelente, só tive necessidade de o carregar quase ao fim de uma semana de uso. Uma funcionalidade que achei bastante interessante foi o modo DEX, ou seja, nós podemos utilizar o tablet como se de um PC com o Windows se tratasse, isto porque neste modo a forma de interagir é por janelas flutuantes como pode ver nas fotos abaixo.

A S-Pen que vem com o Galaxy Tab S7 tem um excelente feedback, assim como um toque muito bom e preciso. Aquilo que eu menos gostei foi da posição onde ela se coloca para carregar, pois além de não ser intuitiva não é muito confortável. Muitas das vezes eu estava com o tablet e esquecia-me que tinha a caneta na traseira e a mesma soltava-se, indo parar ao chão, ou então quando pousava o tablet numa mesa fazia com que escorregasse e quase caísse. Resumindo, penso que o local para colocar a S-Pen à carga deveria ter sido outro menos intrusivo. Em relação ao ecrã este Tab S7, o mesmo é um deleite para os nossos olhos, pois tem uma definição e nitidez de imagem excelente, sendo um mimo em termos de consumo multimédia.

Falando agora do ecossistema da Samsung: é inegável que ainda está um passo atrás comparativamente ao ecossistema da Apple, pois depende de terceiros para que certas funcionalidades estejam implementadas, como é o caso de termos acesso às SMS no PC, no entanto a Samsung tem estado a fazer um excelente trabalho e esperemos que assim continue.

Agora certamente que estará a perguntar se eu mudava para o ecossistema da Samsung, deixando assim o ecossistema da Apple. A minha resposta é: sim, mudaria para o ecossistema da Samsung! Para já o que me faz continuar na Apple é o iMessage, pois caso contrário penso que já me teria aventurado por outros caminhos! Adorei as 2 semanas que passei com os equipamentos da Samsung e voltaria a fazer a troca de novo!

A mais valia do ecossistema Samsung Galaxy, e principalmente dos seus topos de gama, é que nos permite ligar os mesmos a um monitor externo, e termos assim a experiência quase de um PC através do nosso pequeno smartphone ou do nosso tablet, coisa que ainda não acontece com os equipamentos da Apple. Aliás, nem temos necessidade de rato e de teclado uma vez que os mesmos se transformam automaticamente quando ligados a um monitor.

Resumidamente, se não for fã da Apple e se está neste momento a pensar em renovar o seu parque tecnológico, estes novos equipamentos da Samsung são muito capazes e aconselho-os vivamente! Gostei bastante da experiência destas 2 semanas, as máquinas possuem capacidades excelentes, as câmaras são muito boas tanto no Galaxy Note 20 Ultra 5G como no Note 20, no entanto aquilo que eu não gosto no Galaxy Note 20 é a sua traseira de plástico, que tira um pouco aquele feeling premium, dando a sensação de ser um smartphone mais barato, mas não deixa de ser um telemóvel bastante bom. No entanto, pela diferença de preço, aconselho sempre a irem para o Galaxy Note 20 Ultra.

Siga toda a atualidade tecnológica no Life Patch através das redes sociais.

Deixe uma resposta