Cinco coisas que os iPhones 12 não tem mas os Android têm

210 0
Cinco coisas que os iPhones 12 não tem mas os Android têm
sapmogo-mobile-2.gif

Os novos iPhones 12 já chegaram ao mercado, e claro, muito buzz tem gerado no mundo da impresa tecnológica, seja pela negativa ou pela positiva. No entanto, há coisas que os mais recentes topos de gama da empresa de Cupertino ainda não possuem. Veja cinco coisas que os iPhones 12 não tem, mas os Android já têm.

Ecrã com taxa de atualização de 120 Hz

A verdade é que já existem no mercado alguns modelos de smartphones Android que têm este recurso. Alguns exemplos de smartphones Android com uma taxa de atualização de 120 Hz são: OnePlus 8T, Samsung Galaxy S20 series, Redmi K30, Asus ROG Phone 2, Realme X50 5G, Razer Phone 2, Lenovo Z6, e outros surgirão em breve e com taxas de atualização ainda mais elevadas. Uma lista de equipamentos bem interessante, diga-se.

Curiosamente alguns modelos supracitados nem são considerados topos de gama, mas ainda assim oferecem esta funcionalidade aos seu utilizadores. É discutível se é um recurso útil ou não, mas seja como for, ele está lá. É inevitável a Apple introduzir essa funcionalidade no iPhone, visto que foi a primeira empresa a implementar os 120 Hz num dispositivo móvel. A saber, o iPad Pro 2018. Apenas uma curiosidade, a Apple introduz primeiro as novidades no iPad, somente depois é que chegam ao iPhone.

Leitor de impressões digitais embutido debaixo do ecrã

Embora o Face ID da Apple seja considerado por muitos o método de desbloqueio mais avançado do mercado, a realidade é que com esta pandemia do COVID-19 o Face ID tem-se revelado nada prático na hora de desbloquear o dispositivo. Nesse sentido, um leitor de impressões digitais embutido no ecrã, certamente iria facilitar em muito o desbloqueio do equipamento no caso de algum utilizador usar máscara.

Obviamente o sensor de impressões digitais também tem os seus senãos. Não é possível desbloquear com luvas ou até mesmo com os dedos molhados. O ideal era as duas tecnologias virem embutidas nos dispositivos, e o utilizador escolher o que lhe fosse mais conveniente.

Carregamento rápido (ainda mais rápido)

Um outro ponto das cinco coisas que os iPhones 12 não tem mas os Android têm, tem a ver com o carregamento rápido. Embora a Apple tenha no seu portfólio carregadores de 18W a 96W, a realidade é que o iPhone só suporta carregamento rápido com fios até 30W. É indiferente usar o carregador de 96W no iPhone, pois o tempo que demora a carregar é semelhante ao usar o carregador de 30W. Os carregadores mais potentes são recomendados para os Macs.

cinco coisas que os iPhones 12 não tem mas os Android têm

Em relação ao carregamento rápido sem fios, o máximo que o iPhone 12 suporta é até 15W. Contudo, no universo Android já há soluções insanas para o carregamento sem fios. O exemplo mais recente vem da chinesa Xiaomi, que apresentou o carregamento sem fios de até 80W, conforme noticiado pelo LifePatch. Também é discutível se isso é prejudicial, ou não, para a saúde das baterias, mas o facto é que a tecnologia existe e funciona.

Carregamento reverso sem fios

O carregamento reverso sem fios permite que um smartphone seja usado para carregar um outro smartphone, um smartwatch ou fones de ouvido sem fios. Embora seja uma tecnologia recente, a verdade é que muitos modelos topos de gama Android, possuem essa funcionalidade. A Huawei com os modelos Mate 20/30 Pro e a Samsung com os Galaxy S10/S20/Note 10/20 series foram as primeiras fabricantes a implementar essa tecnologia nos seus terminais.

Apesar disso, a Apple não tem nenhum modelo de iPhone com essa funcionalidade, que poderia ser útil para alguns utilizadores carregarem os AirPods ou um Apple Watch. Será que um dia veremos essa tecnologia embutida em algum iPhone?

Portas USB-C

A primeira fabricante a implementar a tecnologia USB-C nos seu computadores, realmente foi a Apple. Mas no que toca a smarphones, foi uma empresa chinesa, que entretanto decretou a insolvência na divisão mobile. Em 2015 a LeTV, mais tarde LeEco, foi pioneira na introdução da interface UCB-C nos seus equipamentos. Obviamente que o padrão veio para ficar e a partir daí todas as fabricantes Android, começaram a implementar a nova interface. Hoje em dia, mesmo os modelos Android de entrada possuem USB-C.

Apesar disso, a Apple nunca adotou a interface USB-C nos iPhones, fê-lo sim mas foi apenas em 2018 com o iPad Pro. É possível que a Apple nunca venha a introduzir o USB-C nos iPhones. Rumores apontam para uma eventual remoção da porta Lightning, mas com o intuito de entregar os iPhones sem qualquer tipo de porta. Um artigo de opinião do LifePatch, abordou aquilo que hipoteticamente poderá acontecer nos futuros iPhones.

O que acha destas cinco coisas que os iPhones 12 não tem mas os Android já têm? Usa iPhone? Gostaria de ver alguma destas funcionalidades presentes no equipamento da Apple? Deixe a sua opinião nos comentários.

Continue a acompanhar toda a atualidade tecnológica mais relevante aqui no Life Patch e através das nossas redes sociais.

Samuel Pinto

Samuel Pinto

Nascido na belíssima cidade berço, tem como preocupação a relação entre o Homem e a tecnologia. “O problema não é se as máquinas pensam, mas se os homens o fazem” - Skinner

Deixe uma resposta