Apple abre WWDC 2020 com Keynote cheia de novidades

314 0
Apple
sapmogo-mobile-2.gif

A Apple abriu esta segunda-feira a WWDC 2020 com a habitual Keynote onde revelou ao mundo o trabalho desenvolvido ao longo do último ano e que vem culminar numa panóplia de novidades para o software da vasta gama de produtos Apple.

A edição deste ano da Worldwide Developers Conference arrancou com a apresentação a realizar-se através de várias plataformas de streaming online, como o website oficial da empresa, a aplicação Apple TV ou o Youtube, e em direto do Apple Park para o mundo, tendo esta sido a alternativa mais consensual face à atual situação de pandemia mundial.

Com o objetivo de dar a conhecer os novos desenvolvimentos no ecossistema Apple aos programadores e fãs da marca, estes foram os principais destaques da conferência de abertura.

Apple

iOS 14 com várias novidades

O primeiro destaque irá para a apresentação da nova versão do sistema operativo para smartphones da empresa de Cupertino, o iOS 14, que traz consigo variadíssimas novidades.

Começando pelo ambiente de trabalho, foi anunciada a App Library, uma nova forma de reorganizar automaticamente as aplicações no seu dispositivo e oferecendo sugestões sobre como as organizar por categorias.

Os widgets receberam muita atenção por parte da Apple, sendo agora ajustáveis em diferentes tamanhos, podendo também ser alocados da forma que o utilizador desejar entre as várias aplicações no ambiente de trabalho. O novo Smart Stack é também uma novidade, funcionando como uma carteira de widgets.

  • Apple
  • Apple
  • Apple

Com uma maior organização do ambiente de trabalho, o seu iPhone será também capaz de reproduzir video em janela reduzida sobre outras apps, graças à funcionalidade picture-in-picture, que chega finalmente através do iOS 14.

A Siri recebeu um novo design, com aspeto compacto e mais dinâmico, deixando de ocupar toda a tela quando está a receber instruções, remetendo-se a uma pequena esfera que sinaliza a sua ativação. A assistente virtual pode agora enviar mensagens de áudio, com um mecanismo melhorado que permite ao utilizador ditar com precisão a sua mensagem e permitindo uma maior capacidade de interpretação dos comandos e mensagens de voz.

Estes comandos ficam ainda mais completos graças à aplicação Translate. Esta app que traduz texto em tempo real permite a duas pessoas que falem línguas diferentes mantenham uma conversa fluída, graças à tradução em tempo real com deteção automática da língua falada por cada um.

  • Apple
  • Apple

No departamento da comunicação, o iMessage está melhorado tendo recebido a funcionalidade Mentions, uma forma de notificar pessoas especificadas pela mensagem, e também as novas formas de personalizar os Memojis, havendo ainda agora a possibilidade de enviar os chamados “Memoji Stickers”.

A aplicação de GPS Apple Maps estará agora mais detalhada, recebendo ainda um novo design detalhado do território dos Estados Unidos, mas que irá abranger também o Reino Unido, Canadá e Irlanda até ao fim do ano. Os novos guias de recomendações serão também uma utilidade que a aplicação poderá oferecer, com direções de rotas para ciclistas, locais com maior ou menor tráfico e concentração de pessoas, escolher o tipo de percurso.

Esta funcionalidade será ainda útil para condutores de veículos elétricos, que poderão utilizar esta funcionalidade para encontrar percursos optimizados de acordo com o veículo e a sua autonomia, bem como os destinos.

  • Apple

O Apple CarPlay recebeu novos wallpapers, mas o destaque da empresa para este software vai claramente para a forma como a Apple quer abrir o seu veículo, sendo agora possível desbloquear através do seu iPhone o seu automóvel, funcionalidade que estará disponível já no próximo mês em veículos BMW.

A AppStore esteve em destaque, ao receber a nova App Clip, uma forma fácil de receber sugestões de aplicações a instalar em situações convenientes, sendo até compatível com o Apple Pay e podendo ser aberto através do iMessages.

Apple

iPadOS 14 é cada vez mais a ponte entre sistemas Apple

O iPadOS 14 foi apresentado com novas funcionalidades a pensar nas facilidade de utilização e acessibilidade dedicadas aos tablets da empresa de Cupertino.

A nova barra lateral para as várias aplicações do iPadOS 14 é a nova forma de organizar e customizar o seu ecrã, sendo acompanhada por uma nova barra de ferramentas com um design mais agradável.

  • Apple

O iPadOS 14 acaba de receber algumas funcionalidades convenientes, sendo uma delas a mesma forma de alterar e redimensionar a posição de widgets no ambiente de trabalho, tal como no iOS 14. Entre ambas as plataformas, temos uma nova forma de receber chamadas, que ocorrerá em forma de notificação, em vez de ocupar todo o ecrã

Houve nesta apresentação um grande foco na Apple Pencil, com a nova funcionalidade Scribble, que permite ao utilizador escrever ou desenhar em qualquer parte do ecrã que, com o trabalho do software, fará uma digitalização do que foi escrito ou desenhado e poderá ser transformado em texto mecânico.

Apple

WatchOS 7 para Apple Watch mais focado na atividade física

Os utilizadores do Apple Watch serão agora capazes de criar novas Watch Faces, mais customizáveis, sendo este um dos pontos de foco da atualização para o WatchOS 7. As novas Watch Faces poderão ser partilhadas com amigos ou com a comunidade, podendo ser enviadas por mensagem, através das redes sociais e podendo ser descarregadas através da Internet.

O Apple Maps está mais optimizado para o WatchOS 7, conseguindo informar em tempo real o utilizador com direções, informações sobre caminhos, horários e outras informações.

A Workout App traz novidades, a começar pelo novo nome, Fitness, e traz consigo a funcionalidade Dance como novo modo de treino, capaz de sincronizar os movimentos do utilizador através dos sensores do dispositivo.

O Wind Down é a nova forma de utilizar o Apple Watch para uma noite de sono relaxada e ajudando o utilizador a criar rotinas de sono saudáveis. Para além disto, há um novo controlador para lavagem de mãos, bem de acordo com a atualidade, implementada para combater a atual pandemia mundial.

Apple AirPods e as novas capacidades de som

Os AirPods receberam também alguma atenção nesta keynote, ao ser anunciada a sua nova funcionalidade que permite a transição entre conexões com outros dispositivos Apple, dando aos earphones a capacidade de escolher a qual dispositivo deve ser dada prioridade em determinado momento, sendo capaz de, por exemplo, detetar chamadas e inícios de videoconferência ou reprodução de video.

O Spatial Audio é também a nova capacidade de oferecer ao utilizador uma experiência de utilização mais aproximada aos melhores sistemas Hi-Fi do mercado, com uma experiência de reprodução imersiva em 3D e que é capaz de seguir a direção da cabeça em tempo real.

AppleTV receberá o tvOS 14

Com alguma atenção dada à forma como os seus clientes interagem com a tecnologia em casa, a Apple anunciou o HomeKit e melhoramentos à aplicação Home, permitirá uma maior interatividade com o ambiente lá de casa, com a Adaptive Lighting e com novas formas de controlar câmaras de segurança.

  • Apple
  • Apple

A AppleTV terá também maior foco na categoria de gaming, oferecendo suporte para vários jogos e uma nova colaboração com as consolas e produtos Xbox. De relevar que o tvOS 14 beneficia também da funcionalidade picture-in-picture, que aumentará as capacidades multitasking da sua TV.

Apple TV+ foi também abordada, sendo revelado o trailer para uma nova série exclusiva, chamada “Foundation”, que estará disponível nesta plataforma.

Apple

MacOS Big Sur, uma nova interpretação do macOS

O sistema operativo para computador da Apple foi o último grande destaque da apresentação, no que a software diz respeito. Denota-se um novo design mais funcional e com novos ícones, sons e um novo modo escuro. A Barra Lateral e a Barra de Ferramentas presentes no iPadOS 14 estão também presente no macOS Big Sur, representando uma clara tentativa da empresa liderada por Tim Cook em aproximar os dois sistemas.

O Control Center chega ao sistema operativo permitindo a concentração das funcionalidades neste menu, que traz logo abaixo a nova cortina de notificações, que por seu turno pode receber vários widgets de forma personalizada pelo utilizador.

A aplicação iMessage terá as mesmas capacidades no macOS Big Sur que já encontramos nas outras plataformas, com uma nova barra de pesquisa e com acesso aos Memojis. O Apple Maps recebeu também atualizações para este sistema que, promete a Apple, receberá todas as funcionalidades que estarão disponíveis no iOS 14 e no iPadOS 14.

  • Apple

Na apresentação, foi dada relevância à eficiencia, velocidade e segurança da nova versão do Safari, sendo 50% mais rápido que o Google Chrome, de acordo com a Apple. Este navegador será também capaz de manter de forma mais segura as palavras-passe guardadas pelos utilizadores.

As extensões instaladas no novo Safari poderão ter limites impostos pelo utilizador, que poderá escolher com quais websites estas poderão funcionar. E no departamento da segurança, o Safari será capaz de disponibilizar um novo relatório de privacidade, com informações úteis para o utilizador com o objetivo de proteger a sua informação confidencial.

Processador ARM desenvolvido pela Apple

O ultimo grande destaque da apresentação vai para o anuncio dos novos processadores para MacBook desenhados com base na arquitetura ARM de 5nm, que chegará aos laptops Apple a partir de setembro deste ano. Estes processadores trarão uma capacidade de processamento altíssima para este tipo de processador, mas manterá a excelente eficiência, promete a empresa.

Com os novos processadores para MacBook desenvolvidos pela própria Apple com a mesma base que os processadores para iPhone e iPad, a empresa promete uma transição entre plataformas muito mais suave, sendo que, no macOS Big Sur, as suas aplicações serão nativas neste tipo de processadores. Tal transição será ainda mais notória com o acesso às aplicações para iOS e iPadOS, sem necessidade de adaptações para este sistema.

Este será o kit de transição para os programadores que dará acesso ao desenvolvimento de aplicações adaptadas aos novos processadores ARM da Apple

A gigante norte-americana revelou que a Adobe e a Microsoft estarão já a trabalhar nas suas plataformas, como o Photoshop ou o Office, respetivamente, para a sua chegada aos novos portáteis Apple que beneficiem dos novos processadores ARM. Para a apresentação e relevação das capacidades, foi escolhido um sistema que utiliza o Apple A12Z, processador de 2018 que tem total compatibilidade com o novo macOS Big Sur.

Esta foi uma demonstração de força por parte da Apple que dará aos programadores as ferramentas necessárias para a transição para o seu novo software adaptado a processadores ARM através de um kit de transição ao qual os programadores poderão ter acesso, com uma carcaça semelhante à do Mac mini, o acima mencionado processador A12Z acompanhado por 16GB de RAM e 512GB de armazenamento SSD, correndo o macOS Big Sur na sua versão developer beta e com a ferramente Xcode.

O primeiro produto MacOS com este tipo de processador chegará em setembro deste ano e a empresa espera que a transição esteja completa nos próximos dois anos.

Perdeu a WWDC 2020? Pode rever o evento online da Apple através do Youtube, que estará disponível no final do artigo.

Siga toda a atualidade tecnológica no Life Patch.


Eduardo Silva

Eduardo Silva

Jurista muito interessado em tecnologia que gosta de escrever sobre a atualidade e partilhar a sua opinião. Comummente encontrado também em festivais de música na zona Norte de Portugal.

Deixe uma resposta